World Volunteer Web Home  
Volunteerism worldwide: News, views & resources
  Home   About us   Contact us   Contribute   Search   Sitemap 
 
 MDG 1  MDG 2  MDG 3  MDG 4  MDG 5  MDG 6  MDG 7  MDG 8 
Promove participação da juventude nos Objetivos do Milênio
06 December 2006

Sao Paolo, Brazil: Em 2015, um jovem de 17 nos dias atuais terá 26 anos. Um de 26 agora terá 35. Até o ano de 2015, a Organização das Nações Unidas pretende alcançar os 8 Objetivos do Milênio (ODMs) – que têm como finalidade tornar o mundo mais justo e igualitário para todas as pessoas, por meio de uma série de ações que vão desde a redução da fome e da miséria; passando por uma educação de qualidade; valorização da mulher; redução da mortalidade infantil, entre outras. E você deve estar se perguntando agora o que aquela equação simples lá de cima tem a ver com os Objetivos do Milênio?

Tem tudo a ver quando o assunto é mobilizar, articular e envolver o olhar de quem hoje tem 16, 17, 18, 26 anos e assim por diante, de modo que o alcance dos ODMs até 2015 ganhe espaço com a participação da juventude na construção de um país melhor.

E é por isso que no Dia Internacional do Voluntário – celebrado no dia 5 de dezembro, nesta terça-feira – o Natal Voluntários, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Programa de Voluntários das Nações Unidas (UNV) e a Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria da Educação, lançará o Projeto Jovem do Milênio, assim como o Prêmio Jovem do Milênio, no Auditório do Sebrae, às 16h, com presença de autoridades e apresentações de jovens já engajados no voluntariado protagonizando ações nas comunidades.

Além de acompanhar os trabalhos dos grupos de jovens das escolas municipais, a Secretaria Municipal de Educação irá entregar três acervos bibliográficos aos grupos vencedores de cada categoria do Prêmio Jovem do Milênio, os quais indicarão para onde o acervo deverá ser direcionado, respeitando critérios como acesso à comunidade e possibilidades concretas de agregar valor a iniciativas de incentivo à leitura.

Jovem do Milênio

O Projeto Jovem do Milênio atinge diretamente os jovens a partir de ações mobilizadoras criadas especialmente para eles, com as quais é possível tanto aproximá-los da comunidade, como também contribuir para sua formação educacional e pessoal, já que princípios de solidariedade e participação norteiam o sentido de cidadania. Para cada um dos Objetivos do Milênio, o Projeto sugere quatro ações que podem ser realizadas. Por exemplo, no ODM 1 – Acabar com a Fome e a Miséria, há a sugestão: fazer uma horta comunitária na escola pesquisada, buscando adesão da comunidade escolar para manutenção da mesma, que será usada como enriquecimento da merenda. Já no ODM 3 – Valorização da Mulher, uma das sugestões diz respeito a organizar fóruns de discussões, em parceria com Conselho Comunitário e Delegacia da Mulher, para esclarecer à população sobre serviços públicos em defesa da mulher. Para saber mais, acesse o site: www.natalvoluntarios.org.br no qual constam todos os ODMs e respectivas sugestões de ações.

Prêmio Jovem do Milênio

O Prêmio Jovem do Milênio, que será lançado agora, só terá suas inscrições abertas em outubro de 2007. Ele abrangerá três categorias: Jovens de Escolas; Grupos de Jovens de Comunidade e Universitários que atuarem em prol dos Objetivos do Milênio. Os projetos que concorrerem ao Prêmio deverão visar à transformação social a partir do envolvimento da comunidade-alvo onde ele estiver sendo realizado. Além disso, eles devem também articular diversos segmentos da sociedade e ter a possibilidade de ser disseminados em outras comunidades. De acordo com a presidente do Natal Voluntários, Mônica Mac Dowell, o Prêmio tem como principal objetivo “qualificar” as ações voluntárias que sejam protagonizadas pelos jovens, estejam eles participando tanto do Projeto Jovem do Milênio, como do Universitário do Milênio (lançado em agosto passado e que leva os ODMs para universidades como UFRN, UnP, Facex, Farn, entre outras). “Não basta simplesmente participar. O Prêmio não só vai estimular, valorizar e dar visibilidade à participação, como vai levar esse jovem a um compromisso maior com o projeto. Daí a qualificação desse trabalho”, explica ela.